blackstar
Ouvi isto num episódio de uma daquelas séries que não digo que vejo... um guilty pleasure ou um prazer culpado, prontus! Mas é tão verdade... :)

Em primeiro lugar, não gosto do mito de que não há amor como o primeiro, ou então nunca amei e pronto...
Em segundo, aquela coisa do amor da minha vida parece-me sempre muito redutor! Só poderei analisar isso quando estiver com os pézinhos na cova... Mas quando amo alguém parece-me sempre que ele é o Mourinho cá do sítio, the one and only... mesmo (e essencialmente) quando sou a sua maior crítica! Quando deixa de ser assim, a coisa está mal! 

Mas a verdade é que analisando a minha vida amorosa (triste, coitada, pequena! cheia de fama e sem qualquer proveito! quando me meter num lar trato disso... cotas da minha geração reservem comprimidinhos azuis!!!!) o amor para ter valido a pena é insensato! Cheio de diferenças, de eu gosto de preto, eu gosto de branco, mas os dois gostamos de vermelho! De que quero o Japão, eu quero os States, mas os dois gostamos da Rússia... Porque aquilo que parece aos olhos dos amigos e conhecidos como pura loucura, os opostos a racionalidade vs emotividade a paixão vs a frieza é o Yin e o Yang: só são opostos para quem os quer ver dessa forma, eu sempre os vi como complementos! Um faz todo o sentido ao lado do outro e há muitas coisas (na minha opinião, nas mais importantes!) em que são iguais!
4 Responses
  1. Says:

    é mentira que os opostos se atraiam. isso é a curiosidade, a tesão, ou outra merda qualquer. eventualmente podes apaixonar-te uns tempos pelo bruno maria lá da tua rua e projectares nele o george clooney porque ainda não o conheces bem. mas para amares alguém tem que ser parecido contigo e surpreender-te na mesma, o que não é fácil. ser do sexo oposto ajuda um bocado nesta parte do "surpreender", sem conotações badalhocas.


  2. blackphoenix Says:

    Olá, Zé! Mas não foi algo semelhante que eu disse? Eu não os considero como opostos porque há muitas coisas (até disse as mais importantes!) em que são iguais. O que eu considero é que as pessoas se prendem a pormenores que lhes parecem fazer com que aquele casal seja o oposto, no entanto, o facto de eu gostar de praia e ele de campo não nos faz distintos se no essencial estivermos de acordo: se conseguirmos encontrar o nosso balanço!


  3. Says:

    pois. eu também não estava a discordar de ti.


  4. blackphoenix Says:

    Mas estás à vontade para fazê-lo! Isto é um canto um bocadinho negro, mas aberto a todas as opiniões! :)


Enviar um comentário